HERANÇA CULTURAL NUM MUNDO GLOBALIZADO

Os anos 2000 podem ser caracterizados pela pujança do multiculturalismo resultante das diferenças na sociedade. Nunca esteve tão na moda valorizar origem, cultura, hábitos, folclore e DNA locais. No livro Modernidade Líquida, Zigmunt Bauman aborda a passagem de uma modernidade sólida para uma modernidade líquida, leve, fluída e dinâmica, na qual as fronteiras estão menos definidas. Um novo cenário que, por si, caracteriza a globalização e toda sua pluralidade, pois, ao contrário do que muitos pensam, o fenômeno da globalização não resultou em igualdade e unificação, mas no crescimento de uma nova mentalidade que valoriza a singularidade e a identidade do local.

É sabido que dentro do Brasil temos vários ‘brasis’ expressos por meio de suas tipicidades, tal qual um mosaico, em que as pequenas partes resultantes da tradição, hábitos e folclore de cada região formam o todo. A diversidade é uma das principais características da cultura brasileira. Portanto, não é possível restringir a imagem do País a determinado estilo, mas, sim, valorizar toda a expressão cultural aqui presente.


Cadeira Favela - Irmãos Campana

Temos como exemplo o estilista mineiro Ronaldo Fraga, que sabe identificar os signos da diferença e explorar a diversidade, ultrapassando fronteiras e traduzindo toda a riqueza cultural do Brasil em seus desfiles. Enquanto isso, os irmãos Campana (também brasileiros) surpreendem por apresentar trabalhos permeados pela identidade brasileira, como a cadeira Favela, construída com pedaços de madeira e inspirada nas favelas de São Paulo; ou ainda a cadeira Multidão, feita com bonecas de pano nordestinas e inspirada na migração do Nordeste para o Sudeste do Brasil.


Ronaldo Fraga.

INSIGHTS
// Procure descobrir o genius loci (palavra do latim que significa talento do local) das mais diversas cidades do País, a fim de obter sucesso na gestão de marcas e desenvolvimento de produtos;

// Aceite o desafio de revitalizar a tradição com a força da modernidade (os irmãos Campana estão aí para mostrar que é possível);

// Faça utilização da matéria-prima local de suas regiões de atuação e utilize essa diferenciação como discurso de marca;

// Resgate a autenticidade da história de produtos e da empresa e utilize nas estratégias de comunicação e desenvolvimento de produto;

// Busque explorar novas formas de se relacionar com o produto, tendo como base o DNA do local (tradição, hábitos e folclore).