INSPIRAÇÕES DE UM OUTONO EM NOVA IORQUE


Regra número 1 no mundo fashion em NY: não existem regras! Aqui, tudo é permitido: casaco de pele com tênis surrado ou conjugado em um look militar. Botas metálicas no melhor estilo futurista também se destacam no metrô em horário de rush. No big deal, that’s okay!


Fazer cool hunting pelas ruas de Nova Iorque, a cidade que nunca dorme, é tarefa árdua e, claro, também prazerosa. Em cada esquina uma surpresa, um mergulho na vasta diversidade cultural. Cada pessoa que visita a Big Apple vive sua própria cidade, dando origem a essa imensa multiculturalidade, onde tudo (ou quase tudo) é permitido. E mais: não dá para ver duas vezes a mesma Nova Iorque, pois a cada visita você encontrará uma novidade, um lugar que não sabia da existência, um semigueto ou tribo que acaba de se estabelecer.


A Nova Iorque pop e democrática: com inspiração no hip hop dos anos 90 e na pegada folk

Se fosse possível categorizar a cidade, buscaríamos, de uma forma macro, organizá-la por raças, idiomas e estilos de vida – três variáveis fundamentais para conhecer e desbravar seu plano urbano e social.

Mood da Big Apple
O zeitgeist de Nova Iorque pode ser percebido no estilo urbano e descontraído daqueles que circulam pelos metrôs ou por suas ruas. No último outono, um mix de roupas aconchegantes e glamourosas deram vida a um style que mistura o sofisticado e o pop, tudo ao mesmo tempo, aqui e agora.

  
Animal print, salto alto, couro e peles não podem faltar no dia a dia da nova-iorquina contemporânea. Acessórios como bolsas e turbantes complementam o look

Lifestyle
Na Nova Iorque do luxo, da vanguarda, do vintage, da arte, da cultura e da vida noturna é possível perceber tendências que se traduzem nos estilos de vida e formas de consumo. A autenticidade está em cada um dos bairros da cidade, cheios de significados e personalidade. O que se vê? Marcas e indivíduos que se instalam em determinados bairros buscando identificação, dando início a um processo de fusão em que estes três elementos (bairros, marcas e indivíduos) se misturam, criam uma sinergia e um intercâmbio de significados que se retroalimentam.

 

Hotspot do momento: Williamsburg 
O Soho, em Manhattan, continua fazendo sucesso. Mas, atualmente, quando se pensa em um lugar trendy em Nova Iorque, Williamsburg, no Brooklyn, é o hotspot da vez. A Bedford St., em pleno coração de Williamsburg, conhecida região residencial dos judeus ortodoxos, agora divide a cena com um coletivo de jovens em busca de espaço para viver e criar. A vida na região começa na parte da tarde, quando seus protagonistas voltam de Manhattan e, sobretudo, aos fins de semana.

 
Nos pés, o estilo urbano reflete ousadia com referências rústicas e folclóricas

Pode-se dizer que Williamsburg é um imã para indivíduos jovens e com estilos de vida juvenil, um reduto hipster interessado no cinema independente, em músicas alternativas, bem como na moda e cultura não-convencionais. Um lugar rico para ver a moda de rua e identificar futuros trendsetters.


Blackout - As vitrines e as ruas da Big Apple não deixam dúvidas: o inverno será preto, associado ao brilho e às cores vibrantes, como o vermelho-sangue, no melhor estilo dark glam

Sempre diferente
Nos despedimos deste incrível meeting point global com a certeza de que esta cidade se recicla e vem experimentando um contínuo processo de remodelação arquitetônica e urbanística nunca visto antes. Uma tendência que remete a edifícios e desenhos urbanos em constante revisão. Uma cidade viva e mutante, nunca igual, sempre diferente. A Nova Iorque do estilo urbano, uma cidade que se renova.



Fotos: Ana Carol Campos/Divulgação