As melhores vitrines de moda do mundo

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, o que é preciso para medir a amplitude da criatividade por trás de algumas das vitrines de moda mais arrojadas do mundo? Graças à base de dados mundial de vitrines WindowsWear, temos a resposta.

No mês de fevereiro, no nightclub 1 OAK de Nova York, 400 dos profissionais mais talentosos que trabalham no visual merchandising e na moda reuniram-se para comemorar o 5th Annual Fashion Window Display Awards (5º Prêmio Anual de Vitrines de Moda, em tradução livre), um evento que a WindowsWear promove todos os anos para homenagear as melhores e mais extraordinárias vitrines de moda do mundo.

Os indicados foram escolhidos ao redor do globo e incluíram as equipes de VM de marcas como Marc Jacobs, Giorgio Armani, Gucci e Louis Vuitton, além de lojas de departamento líderes, a exemplo de Saks Fifth Avenue, Harrods e Bergdorf Goodman. Houve 40 vencedores em diversas categorias como composição, cor, temporada, cidade, entre outros critérios. Aqui você confere a minha seleção dos dez projetos mais inovadores de 2016.

Gucci: A grande vencedora da noite levou o primeiro lugar em “Melhor Composição” e “Melhor Vitrine Rosa”. Se você leu minha coluna passada, sobre a influência dessa nuance de rosa no va rejo atualmente, vai entender perfeitamente a escolha dos jurados.

DVF: A reprodução de uma antiga carta de Diana Vreeland, então editora-chefe da Vogue americana, para Diane von Fürstenberg, foi a maneira mais perfeita de celebrar o 100º aniversário da icônica revista. A vitrine, em marcante tom rosa, venceu na categoria “Melhor Vitrine sobre Evento Especial”.

Harrods: Vencedora na categoria “Melhor Homenagem a Londres”, a irreverente (e rosada) vitrine da sofisticada loja de departamentos fez referência a dois ícones da capital inglesa: as características cabines telefônicas e Alexander McQueen.

Coach: Outra vencedora na categoria “cidade”, a Coach elevou impecavelmente o metrô, tão familiar aos nova-iorquinos, em um autêntico tributo à Big Apple e ganhou o prêmio de “Melhor Homenagem a Nova york”.

Marc Jacobs: Esta vitrine também concorreu na categoria “Melhor Vitrine Rosa”. Perdeu para a Gucci no quesito “cor”, mas venceu como “Melhor Vitrine Feminina” com esse projeto que é jovem, provocador e divertido, bem alinhado ao perfil da marca.

Louis Vuitton: O manequim metálico futurista da vitrine da tradicional grife francesa não era apenas um ponto focal, mas um acessório individual para reforçar o bom gosto e a engenhosidade da marca. Levou o prêmio de “Melhor Vitrine com Manequim”.

Bergdorf Goodman: A luxuosa loja de departamento americana transportou os espectadores a uma paisagem de glamour selvagem, em uma composição rica nos detalhes e nas texturas com essa extraordinária vitrine, vencendo na categoria de “Melhor Vitrine Verde”.

Club Monaco: Essa maravilhosa vitrine evoca duas características da marca: o estilo clean e sartorial, enquanto o painel de texturas atrás reproduz um jardim de aparência tão aparada e perfeita como os looks da grife. Derrotou a Diesel e ficou com o prêmio de “Melhor Vitrine Masculina”.

Saks Fifth Avenue: As lojas de departamento costumam investir muito em datas comemorativas e a Saks não mediu esforços para “assombrar” no VM. Venceu como “Melhor Vitrine de Halloween”, com uma proposta nada óbvia para expor a alta costura de Marc Jacobs.

Saks Fifth Avenue: Outro prêmio para a talentosa equipe de visual merchandising da Saks, que levou para casa o reconhecimento de “Melhor Vitrine Roxa”, pensando no tema a partir do look de Carolina Herrera que seria exposto na vitrine.