Tom Ford e sua flagship store em NY

Logo após desfilar a coleção primavera-verão na Semana de Moda de Nova Iorque, em setembro, Tom Ford inaugurou sua nova flagship store, localizada em Manhattan, na intersecção da 61st Street e Madison Avenue. Situada no piso térreo do condomínio de luxo Carlton House, esta nova loja, que fica no número 672 da Madison Avenue, a poucos metros de distância da loja de departamentos Barney’s, substitui a antiga, que ficava no número 845 da mesma Madison Ave.

A mudança de endereço é muito estratégica. Apesar da loja antiga ficar na mesma rua, sua posição era menos privilegiada e também mais distante do núcleo varejista de moda masculina, que se concentra na Madison. Não por acaso, nas imediações da nova Maison de Tom Ford, encontram-se Hermès Man, Berlutti, Brunello Cucinelli e Brioni.

Para o alto e avante

A Tom Ford é uma das marcas de moda que mais cresceram este ano. Criada em 2006, após a saída do estilista da Gucci, Ford resolveu apostar forte no segmento masculino, justamente o que mais cresceu nos últimos anos, e ainda fechou negócio com um grande investidor, o milionário português Américo Amorim, principal acionista da brand.

Projetada pelo arquiteto William Sofield, do escritório Studio Sofield, juntamente com o próprio Tom Ford (a formação do estilista é em design de interiores), a nova flagship da marca ocupa 12,3 mil metros quadrados em dois andares do prédio e compartilha a estética de design que é a marca de Ford: pontos de venda modernos, elegantes e luxuosamente atemporais.

No térreo, um imponente hall de entrada, com pé-direito duplo e muitos espelhos, recebe os clientes e os dirige para o universo de produtos femininos da marca. O Visual Merchandising (VM) parece até o de uma loja de departamentos, tipo o da vizinha Barney’s, pois o mix é todo setorizado: bolsas, joalheria, vestuário (ready-to-wear), seguido do vestuário, dos sapatos e, finalmente, o setor de cosméticos, que oferece a recém-lançada Tom Ford Beauty Collection, além das fragrâncias femininas e dos óculos.

Calçados sob medida: resposta ao fast fashion

Mas a surpresa mesmo fica por conta do segundo andar, onde está toda a linha masculina. O acesso é a partir de uma dramática escada em espiral preta e, uma vez lá em cima, o cliente é conduzido pelo espaço de forma menos compartimentada. A impressão que se tem é que o mix de produtos fica bem mais atrativo para um público que, como se sabe, compra bem menos por impulso que o feminino. Nesse andar localizam-se denim e sportswear, os ternos e smokings, o setor de camisaria, acessórios, perfumes masculinos e bagagens. 

Mas o grande destaque mesmo é o setor de calçados, pois além dos modelos prontos da marca, no mês de outubro foi inaugurada a sala de atendimento para os calçados sob medida. Tom Ford trabalha com camisas e ternos sob medida desde 2007 e, a partir de 2010, passou a atender algumas encomendas de calçados para clientes especiais, mas este ano ele decidiu aumentar a produção artesanal dos “custom shoes”. A ideia, disse o estilista em seu site, é dar sua própria “resposta a um mercado dominado pelo fast fashion”.

Três meses de espera que valem a pena

Infelizmente, não é possível visitar o “VIP room”, que recebe os clientes à procura de produtos sob medida. De qualquer modo, eu me informei que, no caso dos sapatos, a espera pode ser de até três meses. É o tempo que leva para a oficina napolitana com a qual Ford trabalha, na Itália, fazer um par de sapatos. 

E, como me foi explicado, não há outra maneira de fabricar sapatos da qualidade que o estilista exige. Tudo é feito à mão, o couro tem de ser moldado longamente e depois “descansado”. Apenas o polimento de um par pode demorar até uma semana. O valor de um calçado masculino sob medida é a partir de U$ 3,9 mil, dependendo do estilo e dos materiais.

Não importa se é pelos produtos, pela loja, pelo VM, ou todas as alternativas juntas: o certo é que, se você gosta de varejo, esta nova flagship é visita obrigatória.