Das passarelas para a vitrine

Não levou mais do que um momento para que elas se tornassem o objeto de desejo de todo o mundo da moda. No instante em que pisaram na passarela do desfile do outono 2017 de Saint Laurent, em janeiro de 2017, elas imediatamente se tornaram “Instabites”, ou seja, em apenas algumas horas, as botas desestruturadas e cobertas de cristais da grife francesa inundaram os feeds das redes sociais.

Iniciava aí a trajetória do item de moda mais desejado do ano. Estamos no começo de 2018 e não há dúvida de que a grande estrela da segunda coleção do estilista Anthony Vaccarello para a Saint Laurent é esse modelo, coberto por 3 mil cristais Swarovski. E mais: há apenas alguns dias, a Bergdorf Goodman, uma das lojas de departamento mais sofisticadas – e caras – do varejo nova-iorquino, postou em suas redes sociais que a “bota discoteca” continua entre os “top five” de vendas de seu quarto andar, onde localizam-se os calçados do mais alto padrão.

De fato, o varejo de luxo em todo o mundo continua descrevendo as “glitter boots” da YSL como as “botas do ano” e elas são, mesmo, um fenômeno de vendas. Além de uma excelente oportunidade para conhecer como acontece esse ciclo de vida do produto: das passarelas para a vitrine, finalizando na casa do consumidor.

Após o desfile de Saint Laurent, em janeiro de 2017, a wish list daqueles que estavam esperando para adquirir um par das cobiçadas botas Niki (esse é o nome do modelo) começou a crescer exponencialmente. Meros mortais têm de esperar, pelo menos, seis meses após o desfile para que o item chegue ao ponto de venda, para então comprá-lo. Mas isso não se aplica, obviamente, às celebridades, parte indispensável do ciclo de lançamento do produto.

Rihanna

Kendall Jenner

Efeito “Riri”

E a primeira famosa que teve o privilégio de usar um par de “Nikies”, antes de qualquer outra, foi a cantora Rihanna, em março. No início do verão, Celine Dion também as adicionou à sua infinita coleção de maravilhosos pares de sapatos. Para ajudar, a Vogue americana e a Vogue Japão colocaram as desejadas botas em seus editoriais e, além disso, a modelo (e parte do famoso clã Kardashian) Kendall Jenner exibiu as suas “disco boots” na festa de seu aniversário de 22 anos.

Quando finalmente as famosas botas chegaram à loja de departamentos Bergdorf Goodman, em Nova York, uma vitrine foi especialmente dedicada às “Niki boots” e o mesmo aconteceu com a Saks Fifth Avenue. Ambas já tinham extensas listas de espera para o produto e ele se esgotou rapidamente.

Após os lançamentos de outono serem disponibilizados para a venda nas lojas, acontecem os desfiles da primavera 2018, em setembro, e este ano, a despeito do calor do verão no hemisfério norte, tudo que se viu nas primeiras filas e nas fotos de street style eram as blogueiras, influencers e editoras de moda usando as reluzentes botas Saint Laurent.

Foi a confirmação, agora para todas as consumidoras (e não só as do universo da moda), de que as “glitter boots” da YSL eram a bola da vez para quem quisesse ser cool. Com a superexposição delas durante as semanas de moda, o resultado foi, mais uma vez, produtos faltando até mesmo nas vitrines das lojas Saint Laurent, enquanto milhões de fotos das “privilegiadas” desconhecidas, que conseguiram comprar seu par, lotaram o Instagram.

Para o mês de dezembro, varejo e marca não deixariam de capitalizar no Natal e, mesmo ao preço de US$ 10 mil, as “Saint Laurent’s Niki Crystal Embellished Boots”, ganharam novamente as vitrines e, ao que tudo indica, fecharão seu ciclo de vida (e de vendas) em 2017 em grande estilo.