Suzani Bissoli: do trabalho ao happy hour

Divulgação Suzani Bissoli: do trabalho ao happy hour Designer da marca explica conceito por trás das criações
PUBLICADA EM 07/03/2018 - Redação

A união de tendências e atributos essenciais de conforto para o cotidiano da mulher contemporânea orientam as criações da empresa catarinense Suzani Bissoli. Com estrutura fabril e sede de negócios em São João Batista, um dos principais polos calçadistas brasileiros, a etiqueta é uma evolução da extinta Letícia Costa. 

A marca, criada há menos de cinco anos, é jovem, elegante e comprometida com a qualidade. “Nossa persona é a mulher do dia a dia, que trabalha e vai para o happy hour com o mesmo sapato. Ela encontra em nossas coleções conforto suficiente para suas atividades, além de estilo e informação de moda”, explica a estilista e gerente comercial da brand, Mariza Dias.

Foco na mulher real
À frente da equipe de criação, Mariza conhece bem seu público-alvo. “Trabalhando nas duas áreas, acompanhei o nascer e o crescimento da Suzani Bissoli. Isso também me permite desenvolver com foco direcionado à cliente, apostando nas tendências e conceitos alinhados à realidade dela e à nossa essência”, afirma. Os laminados sintéticos são a base das criações, por permitirem design diferenciado e conforto.

Pegada futurista no verão 2019
Duas macrotendências pontuam a coleção para o verão 2019. A pegada futurista conecta as propostas da marca – de um lado, as transparências, com destaque para o vinil, e, de outro, o romantismo sofisticado dos tons sorbet. Para Mariza Dias, este combo carrega as principais apostas fashion da temporada, com potencial para agradar variados estilos de suas consumidoras.

Vinil: de polêmica a hit
“O vinil tem sido uma das tendências mais polêmicas, mas, desde que Calvin Klein o lançou para o outono no Hemisfério Norte, as principais labels aderiram e apostaram nele para a primavera”, comenta Mariza.

Ela cita, ainda, os trench coats apresentados pela Balmain, vestidos e botas da Chanel, além de produtos de Valentino e Burberry como fontes de pesquisa. “Ficou bem claro que o vinil é algo certeiro para verão, dando continuidade à moda da transparência com um ar futurista”, complementa.

Doce na medida
Outro viés explorado pela Suzani Bissoli é a cartela denominada ice cream colors, que abrange uma gama selecionada de tons sorbet (ou pastel). “Esta tendência, com certeza, vai dominar a próxima estação. São cores que se destacaram nas passarelas de Hermès, Michael Kors, Victoria Beckham e Tom Ford. Além de delicadas, dão um ar sofisticado para as composições”, considera a gestora. A ideia é valorizar os produtos em diferentes propostas – seja revestindo peças inteiras ou colorindo detalhes.

Compartilhe isso:
TOPO